Herbário

/ 84 leituras
Que a dúvida não floresça: herbário não é parente do camelo. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR: Francisco Duarte Mangas (Rossas, 1960) fo...

Jasmim

/ 85 leituras
Pronome pessoal bem cheiroso. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR: Francisco Duarte Mangas (Rossas, 1960) foi professor três anos e jornali...

Água

/ 121 leituras
Umas vezes inunda os sonhos da erva outras vezes leva o pesadelo até à extrema secura. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR: Francisco Du...

Azeitona

/ 158 leituras
Joaninha luzidia, não sabe voar Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR: Francisco Duarte Mangas (Rossas, 1960) foi professor três anos e jorna...

Feno

/ 165 leituras
Forma enxuta odorífera de sol feito pasto do gado. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Malmequer

/ 203 leituras
Sol de penas brancas Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Fome

/ 229 leituras
Quantas sementes roubaram para te tornar animal indefeso? Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Verão

/ 111 leituras
Gosto do cheiro a sargaço inserto na palavra; outras vezes é a sua sombra que procuro. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Violeta

/ 85 leituras
Nas grandes paixões sempre existe um pequenino ramo de violetas. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Rosmaninho

/ 130 leituras
Rosnar ternurento. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Ervivo

/ 72 leituras
Herdeiro universal da natureza. Seguiu a linha mais pura dos herbívoros. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Girassol

/ 57 leituras
Que luz procura quem semeia girassóis? Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Seiva

/ 54 leituras
Íntima ternura água florida. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Cebola

/ 333 leituras
Há coisas que nascem para nos fazer chorar. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Jorge Nuno Pinto da Costa (1937)

Nas duas últimas jornadas, voltámos ao passado. Para mim, o VAR só tem sido negativo. Quando não há uniformidade de critérios, tem de ser negativo. É inconcebível tanto o que se passou nas Aves, com um penálti não assinalado que nem precisava de VAR, como aquele fora de jogo assinalado no FC Porto-Benfica. Esse é para o Guinness.

Rua da Estrada da Ilha Pura

ILHA Pura é o nome infeliz desta molhada de torres onde se empilham mais de 3600 apartamentos construídos para alojar os atletas das olimpíadas do Rio de Janeiro, 2016. Está tudo vazio esperando uma falência estrondosa que a banca pública engolirá e que o capitalismo privado com nomes conhecidos como a Carvalho Hosken e a Odebrecht chorará com muitas lágrimas de crocodilo nesta terra de Jacarepaguá, a enseada dos jacarés primos dos crocodilos das lágrimas. Este reptilário de animais de sangue quente não pára de crescer. É a vitamina urbana dos nossos tempos que transforma tudo em máquina de...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 300 leituras
Há relógios à prova de vinho?