Artigos na categoria Pequeno Livro do Tempo

336 Leituras
«Que te diz o tempo, sempre?» «Diz-me: Vai-te.» * «Que te dit sans cesse le temps?» «Il me dit : Va-t’en.» Texto de João Pedro Mésseder, traduç...

211 Leituras
Temporal: talhada de tempo muito chovida e ventada. Às vezes, trovejada. * Tempête: pièce de temps taillée à grands coups de pluie et de vent. Parfo...

133 Leituras
O tempo dos assassinos – toda a gente o sabe, mas é preciso lembrá-lo – é sempre também o tempo dos santos e dos poetas, o tempo dos surdos e dos cego...

138 Leituras
O teu tempo: algumas vinhetas (uma prancha?) numa imensa banda desenhada. * Ton temps : quelques vignettes (une planche ?) dans une immense bande de...

200 Leituras
Ganhar tempo – para terminar rapidamente, para terminar dentro do prazo. Sim, ganhar tempo, mas, desgraçadamente, para ser escravo do tempo. * Gagne...

219 Leituras
Não é que as folhas de calendário se assemelham às grades de uma prisão?  * Ça alors! les feuilles du calendrier ressemblent aux grilles d’une priso...

275 Leituras
O tempo e o vento… Libertai o vento desta velha metáfora, libertai o vento do tempo… * Le temps et le vent… Libérez le vent de cette vieille métapho...

271 Leituras
Quando se fala em pontualidade britânica, partir-se-á do princípio de que existe uma pontualidade mediterrânica, outra africana, outra dos povos da Oc...

274 Leituras
O tempo é um quebra-móveis e um quebra-imóveis. * Le temps est un brise-meubles et un brise-immeubles. Texto de João Pedro Mésseder, tradução de ...

272 Leituras
O tempo não passa, é o corpo que passa, são os seres e as coisas que passam. * Le temps ne passe pas, c’est le corps qui passe, ce sont les êtres et...

287 Leituras
Horário – não, não é uma invenção calvinista. * Emploi du temps – non, ce n’est pas une invention calviniste.   Texto de João Pedro Mésse...

297 Leituras
Há o que pensa : O tempo não nos pertence, somos nós que pertencemos ao tempo. E há o outro que pensa: O meu tempo pertence-me, sou eu que faço o meu...

328 Leituras
Não era o tempo o que a fiel Penélope enganava ao tecer e destecer o sudário de Laertes, mas sim os pretendentes à sua mão de rainha. * Ce n’était p...

306 Leituras
Eu recordo, eu esqueço, eu conto, eu recito, eu imagino… É assim que conjugo o tempo… * Je me souviens, j’oublie, je raconte, je récite, j’imagine… ...

Vai no Batalha

NÃO serei nem uma coisa, nem outra. Não quero sair do Porto. Não tenho vontade nenhuma de sair do Porto, como já demonstrei outras vezes. O mais provável será fazer mais um (mandato). Dois mandatos será o ciclo razoável para estas coisas. A partir daí voltarei a tratar das coisas que sempre gostei, como escrever ou fotografar.

Rua da Estrada

336 Leituras
PARA memória futura antes que a tinta desbote, fica registado que este galo é de Barcelos, das terras de Prado onde se fazia muita telha, louça e figu...

Enigmatógrafo

336 Leituras
Quem está à coca quando cuca o cuco usa chapéu de coco na cuca?