Verseto XII

/ 778 leituras
Quando se fala em pontualidade britânica, partir-se-á do princípio de que existe uma pontualidade mediterrânica, outra africana, outra dos povos da Oceânia e por aí fora? Considerar-se-á tam...

Verseto XI

/ 733 leituras
O tempo é um quebra-móveis e um quebra-imóveis. * Le temps est un brise-meubles et un brise-immeubles. Texto de João Pedro Mésseder, tradução de MLP, JPM, JO, revisão de DG / CNA e ilus...

Verseto X

/ 818 leituras
O tempo não passa, é o corpo que passa, são os seres e as coisas que passam. * Le temps ne passe pas, c’est le corps qui passe, ce sont les êtres et les choses qui passent. Texto de Joã...

Verseto IX

/ 792 leituras
Horário – não, não é uma invenção calvinista. * Emploi du temps – non, ce n’est pas une invention calviniste.   Texto de João Pedro Mésseder, tradução de MLP, JPM, JO, revisão d...

Verseto VIII

/ 789 leituras
Há o que pensa : O tempo não nos pertence, somos nós que pertencemos ao tempo. E há o outro que pensa: O meu tempo pertence-me, sou eu que faço o meu tempo. * Il y a celui qui pense : Le ...

Verseto VII

/ 821 leituras
Não era o tempo o que a fiel Penélope enganava ao tecer e destecer o sudário de Laertes, mas sim os pretendentes à sua mão de rainha. * Ce n’était pas le temps ce que la fidèle Penelope tr...

Verseto VI

/ 731 leituras
Eu recordo, eu esqueço, eu conto, eu recito, eu imagino… É assim que conjugo o tempo… * Je me souviens, j’oublie, je raconte, je récite, j’imagine… C’est comme ça que je conjugue le temps....

Verseto V

/ 763 leituras
Do alto da casa do presente ele olhava a casa em chamas de antanho e também o telhado da casa do futuro, um telhado coberto de cinzas que o vento trazia do passado. * Du haut de la maison ...

Verseto IV

/ 762 leituras
Não é o tempo que foge, é o corpo que tenta fugir do tempo, sem o conseguir. * Ce n’est pas le temps qui s’enfuit, c’est le corps qui essaie de s’enfuir du temps sans y arriver. Texto d...

Verseto III

/ 722 leituras
Há quanto tempo começou o tempo a preocupar-te? Quero dizer: a questão do tempo. Lembras-te do tempo em que nem sequer tempo tinhas para no tempo pensar? * Depuis quand le temps a-t-il com...

Verseto II

/ 801 leituras
Quando ele dizia : «Perdes o teu tempo», ela pensava sempre: Não, eu ganho tempo… E continuava a pensar e a tecer a sua escrita. * Quand il disait : « Tu perds ton temps », elle pensait to...

Verseto I

/ 772 leituras
Difere tanto assim o tempo que faz do tempo que corre? * Sont-ils si différents, le temps qu'il fait et le temps qui passe ? Texto de João Pedro Mésseder, tradução de MLP, JPM, JO, revi...

Verseto XIX

/ 794 leituras
«Que te diz o tempo, sempre?» «Diz-me: Vai-te.» * «Que te dit sans cesse le temps?» «Il me dit : Va-t’en.» Texto de João Pedro Mésseder, tradução de MLP, JPM, JO, revisão de DG / CNA ...

Verseto XVIII

/ 659 leituras
Temporal: talhada de tempo muito chovida e ventada. Às vezes, trovejada. * Tempête: pièce de temps taillée à grands coups de pluie et de vent. Parfois de tonnerre. Texto de João Pedro M...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Bragança Fernandes (1948)

Nenhum governo ajudou na luta contra as portagens e ainda hoje mantenho a crítica. Na altura chamava-os de pórticos cor-de-rosa. Não tivemos o mesmo tratamento que outros municípios. Fomos mal tratados.

Rua da Estrada do Mercado da Arte

APESAR de ser acrílico sobre tela, a arte das valetas pode não ser o género mais apreciado nos meios críticos e comerciais do campo da arte. Ainda que muitos se lembrem que em Paris, nas margens do distintíssimo rio Sena, desde há muito que havia muita arte e artista de rua e de domingo que podia passar para os salões da arte das altas culturas, a verdade é que a N15 não passa em Paris. É pena. Têm mais sorte os rabiscos nas paredes a que chamam graffitis, mesmo que lhes falhe completamente a estética e a política; a primeira, de tão vulgares e desinteressantes que são; a segunda, por lhe f...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 430 leituras
Quem petisca vai na isca ou prefere patanisca?